RCC Tocantins
20/08/2007 - 14h38m

Vaticano nega ter alterado Wikipedia

 
O diretor dos serviços de informação da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, negou que o Estado do Vaticano tenha sido responsável por alterar conteúdos de algumas entradas da enciclopédia gratuita Wikipédia, que pode ser acedida e editada por qualquer pessoa ligada à Internet.

Em declarações à agência de notícias italiana AGI, este responsável disse que as acusações lançadas nos últimos dias "são privadas de toda seriedade e de toda a lógica".

A BCC noticiou que a Wikipédia descobriu, através de uma nova ferramenta criada por Virgil Griffith, que várias entidades alteraram as entradas desta enciclopédia online segundo os seus próprios interesses. Alegadamente, o Vaticano teria apagado parte da biografia do líder do Sinn Fein (partido nacionalista da Irlanda do Norte), Gerry Adams.

"É absurdo sequer imaginar que uma iniciativa desse tipo possa ser levada em consideração", atirou o Pe. Lombardi.

Citado pela Rádio Vaticano, o diretor da emissora pontifícia e da sala de imprensa da Santa Sé refere que "bastaria uma simples verificação jornalística para perceber que as modificações das entradas da Wikipédia não têm nada a ver com a Santa Sé".

Relativamente à peça da BBC, o Pe. Lombardi disse que a mesma era "uma típica notícia de 16 de Agosto".

Apesar de tudo, indicou, mesmo que a informação se viesse a confirmar seria necessário ter em conta que "no Vaticano há muitos computadores e é possível que alguém possa ter tido acesso à Wikipédia".

"A Santa Sé, contudo, não tem obviamente nada a ver com isso", concluiu.


Fonte: Agência Ecclesia

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/76

© 2012-2021. RCC-TO - Todos os direitos reservados.