RCC Tocantins
14/08/2007 - 16h55m

Pe. Bossi retorna à Itália depois dos 39 dias de sequestro nas Filipinas

 
Com ar sorridente e em boa forma física, o missionário italiano Pe. Giancarlo Bossi desembarcou ontem, no aeroporto romano de Fiumicino, proveniente de Manila. "Estou bem, está tudo bem!" - foram as primeiras palavras do sacerdote, entrando na sala de chegada do aeroporto. Depois de abraçar os familiares, declarou: "Estou felicíssimo, retorno a casa."

Falando de seus seqüestradores, explicou que foi "muito bem tratado". Sorridente e bastante magro, o missionário, de 57 anos, respondeu com gestos amplos às saudações das pessoas que o aguardavam no aeroporto.

"O seu desejo é regressar às Filipinas, à aldeia de Payao (onde foi seqüestrado). Veremos se é possível" - esclareceu a irmã do sacerdote. O missionário foi libertado em 19 de julho passado. Ele será ouvido pelo procurador da República, de Roma, que abriu um inquérito sobre o seqüestro.

O jornal filipino "Philippine Star" publicou ontem, que Pe. Bossi será recebido pelo papa no grande encontro juvenil de Loreto, no dia 1º de setembro próximo.

"Estou muito emocionado, nunca me encontrei com um papa em toda a minha vida, mas sei que ele rezou muito por mim e eu também rezei muito por ele" - disse o sacerdote, em entrevista à agência de notícias italiana, ANSA.

Fonte: Radio Vaticano


LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/6X

© 2012-2021. RCC-TO - Todos os direitos reservados.