RCC Tocantins
20/08/2007 - 14h40m

Cáritas apóia vítimas das inundações na Coréia do Norte

 
A Cáritas da Coréia, com sede no lado Sul da Península, vai ajudar as vítimas das inundações na Coréia do Norte, as piores da última década.

O presidente do organismo católico de solidariedade, D. You Heung-sik, referiu à agência missionária AsiaNews que será necessário "estudar a situação" antes de intervir.

Este responsável lembra que a Coréia do Norte vive numa situação de extrema pobreza e que as populações abateram grandes quantidades de árvores. A desflorestação das montanhas está, segundo D. You Heung-sik, na origem desta tragédia.

Depois de uma semana de chuvas, a Coréia do Norte enfrenta as maiores cheias desde há 10 anos, que já provocaram a morte a pelo menos 200 pessoas. Há 63 famílias afetadas e 30 mil desalojadas. O mau tempo poderá potenciar fome e problemas humanitários, num país que depende da ajuda alimentar externa para o sustento dos 23 milhões de habitantes.

Terje Lysholm, da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho disse não estar em condições de confirmar a informação de que 200 a 300 mil pessoas terão sido afectadas pelos efeitos dos temporais, como apontou um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas, mas sublinhou que, segundo cálculos das equipas da FICR, pelo menos 14 mil casas ficaram destruídas em duas das seis províncias inundadas: Hamgyong Sul e Kangwon, as mais atingidas pela intempérie.


Fonte: Agência Ecclesia

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/77

© 2012-2021. RCC-TO - Todos os direitos reservados.