RCC Tocantins
30/07/2007 - 17h00m

Na região de Punjab dizer que Jesus é filho de Deus tornou-se perigoso

 
É "perigoso" dizer que Cristo é o Filho de Deus, porque esta afirmação "ofende os sentimentos de muitos muçulmanos paquistaneses", que "não querem mais ouvir semelhante afirmação nas igrejas cristãs".

A advertência foi lançada por alguns habitantes de Punjab às comunidades cristãs locais, que "devem imediatamente interromper as orações ao "suposto" filho de Deus".

Charles Hamilton, cristão de Faisalabad, confirma a notícia: "Nós cremos em Jesus, filho de Deus. Como podemos renegar este credo? Além do mais, se nos abaixamos diante desta ameaça, não vamos apenas contra os nossos valores religiosos, mas abrimos passagem para novos vexames que nos destruirão."

As violências anticristãs no Paquistão estão aumentando: nos dias passados, um grupo de aproximadamente 40 muçulmanos invadiu uma reunião de evangélicos. Apesar da segurança oferecida pela polícia, os culpados até agora não foram punidos por essa violência.

Entretanto, registram-se alguns aspectos positivos na relação entre as duas comunidades: Faizur Rehman, um dos líderes da comunidade islâmica, pediu desculpas pelos incidentes contra os cristãos. Num documento escrito, Rehman assegura: "Não ocorrerão outros incidentes confessionais, e pedimos desculpas pelo que ocorreu. Os cristãos devem se sentir seguros em sua fé".

Fonte: Radio Vaticano

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/6p

© 2012-2021. RCC-TO - Todos os direitos reservados.