RCC Tocantins
19/08/2013 - 09h04m

Fim de semana de retiro espiritual para Conselho Arquidiocesano da RCC

RCC Arquidiocese de Palmas 
Edna Goulart
Presidente do Conselho Estadual, Pedro Rodrigues, prega durante o retiro.
Presidente do Conselho Estadual, Pedro Rodrigues, prega durante o retiro.

Nos dias 17 e 18 de agosto, o Conselho Arquidiocesano da RCC de Palmas se reuniu em Retiro Espiritual, na cidade de Novo Acordo. O retiro foi direcionado aos coordenadores de Grupo de Oração, ministérios, comissões e membros de núcleo. Pela primeira vez, a RCC da Arquidiocese realiza um retiro diocesano, fora da cidade de Palmas.

O retiro foi conduzido pelo presidente do conselho da RCC Tocantins, Pedro Rodrigues; pela coordenadora estadual da formação, Patrícia Marazzi e pelo ministro de música Leandro Silva, todos da diocese de Tocantinópolis.

O tema refletido é do capítulo 26, de Isaías, versículo 15: "Aumentai a nação senhor (aumentai a nação), manifestai vossa grandeza e dilatai as fronteiras da nação.”

Novo Acordo fica a cerca de 100 quilômetros da Capital. Para o presidente do Conselho Arquidiocesano, Murillo Barros, “esse é um momento histórico, onde a RCC de Palmas alarga suas fronteiras missionárias e abrange não somente a capital, mas começa um trabalho de consolidação também no interior da arquidiocese”.

PREGAÇÕES

O chamado – O presidente do conselho estadual, chamou a atenção dos participantes lembrando que Deus nos chamou por primeiro. Somos um povo eleito e separado por seu Amor. Enfatizou que Deus nos seduziu e fomos vencidos por Seu amor.

Autoridade espiritual – A formadora Patrícia Marazzi falou do uso correto e necessário da Autoridade dada por Deus ao coordenador de grupo de oração. Ela lembrou que toda autoridade é dada por Deus, vem de Deus e volta para Ele. Portanto, disse ela, que quando respeitamos uma autoridade constituída por Deus, também respeitamos a Deus.

A virtude moral da Obediência – Pedro falou sobre a obediência e seu fruto que é a unidade. Ele lembrou ainda que como conseqüência da unidade gera-se o vínculo da paz, onde todos os irmãos, em uma só fé e um só coração, congregam-se formando um só corpo e uma só alma. Enfatizou ainda que o fruto da desobediência é a rebeldia e a divisão, que não provém de Deus.

Aumentai a nação – O retiro foi fechado com uma partilha do coordenador arquidiocesano, Murillo Barros, que fez memória de todas as principais moções proféticas que Deus foi dando no ano de 2013. Chamou o conselho a aumentar seu profetismo na arquidiocese e aumentar não somente fisicamente a nação, mas também espiritualmente. Pediu ainda que o Conselho cresça em santidade e amor ao Senhor.

Houve ainda noite carismática que foi aberta à participação dos moradores de Novo Acordo. E o retiro foi finalizado com a Santa Missa da Assunção de Nossa Senhora, presidida pelo pároco de Novo Acordo, padre Lenicio. Ele enfatizou que se não nos deixarmos seduzir diariamente pelo Senhor, a exemplo da Virgem Maria, as nossas ações na Igreja podem se transformar em meras ações técnicas, cheias de frieza e sem frutos.

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/tp

© 2012-2018. RCC-TO - Todos os direitos reservados.