RCC Tocantins
21/11/2017 - 11h46m

Encerrando a programação, Dom Giovane diz: é preciso ter um coração agradecido ao Senhor por tantas graças derramadas!

 

“Obrigado, Espírito Santo, pelos dons e carismas que o Senhor tem derramado ao longo desses 50 anos, na Renovação Carismática e na Igreja.” Foi com essas palavras que, na missa de encerramento do Congresso Jubilar da RCC Tocantins, Dom Giovane Pereira de Melo, enfatizou a necessidade de se ter um coração agradecido ao Senhor, pela história da RCC ao longo desses 50 anos e pelas inúmeras graças derramadas durante o Congresso Estadual. Dom Giovane é bispo da Diocese de Tocantinópolis e presidiu a missa de encerramento do Congresso, realizada no final da manhã do domingo, 19 de novembro.  

Ao refletir sobre o evangelho do dia – que trata da parábola dos talentos, em Mateus 25, 14-30 – o bispo disse estar diante de “uma assembleia talentosa, uma Igreja cheia de muitos dons e carismas.” Dom Giovane destacou ainda que a RCC tem um papel importantíssimo ao fazer presente o ardor e o entusiasmo do Evangelho de Jesus Cristo, nas pequenas comunidades e nos grupos de oração. No entanto, o bispo fez um alerta para que entre os carismáticos, não haja um povo preguiçoso e que enterra os seus talentos. “O Espírito Santo é derramado sobre nós para que sejamos testemunhas e não qualquer testemunha. Não pode haver apatia, acomodação e preguiça para aquele sobre quem o Espírito Santo desceu sobre ele. Os dons do Espírito Santo que vêm pelo nosso batismo não podem ser enterrados”, afirmou Dom Giovane.

O bispo seguiu sua reflexão, questionando sobre qual dom, qual carisma, o Espírito Santo derramou sobre cada os participantes, de forma particular. “Qual é esse dom? Qual é esse carisma que eu e você não podemos enterrar?”, disse. E completou: “A gente precisa ficar muito vigilante, pois em um mundo de tantas opções e modismos, não podemos deixar sucumbir e abafar o dom do Espírito Santo que está nós. É preciso reavivar o dom do Espírito Santo que está em cada um de nós.”

Jornada pelos pobres

Dom Giovane também recordou, em sua homilia, que a Igreja, nesta semana, recorda os pobres. “O Papa Francisco nos chama a atenção para que coloquemos nossos dons e talentos a serviço daqueles que são os mais pobres. E a RCC, nesses 50 anos, quantos gestos de solidariedade têm feito dentro dos grupos de oração! É preciso continuar acreditando que o Espírito Santo desce sobre nós para nos fazer testemunhas comprometidas”, refletiu.

O bispo finalizou, pedindo que cada um voltasse para casa, com a seguinte oração no coração: “Senhor, eu recebi o Espírito Santo no dia do meu batismo. Eu quero me comprometer com o Espírito Santo e com o Evangelho. Quero anunciar o Evangelho de Jesus com alegria, com zelo apostólico, com cuidado e com solidariedade para com os mais pobres do meu grupo de oração e da minha comunidade.” (Ministério de Comunicação RCC Tocantins)

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/y3

© 2012-2017. RCC-TO - Todos os direitos reservados.