RCC Tocantins
10/05/2007 - 14h07m

Crucifixo benzido por frei Galvão é guardado por gerações

 
Um crucifixo com a imagem de Cristo pertencente às tias de frei Galvão é uma relíquia de família passada de geração em geração dos descendentes de Ana Joaquina Galvão, irmã mais nova do frei. A peça é guardada com muito carinho e veneração por Genezia Gatimy Galvão Vaiano, que mora em São Paulo. Ela reza todos os dias, às 18h, em frente da relíquia e coloca nomes de pessoas em baixo do crucifixo pedindo proteção.

Genezia Gatimy Galvão Vaiano é bisneta de Theodora Galvão de França, que era sobrinha-neta do frei Galvão. Ou seja, Theodora Galvão de França é neta de Ana Joaquina, que é sobrinha neta de Frei Galvão.

Maria Lazara Galvão Gentil, irmã mais nova de Genezia Galvão, conta que quando Genezia era mais nova, ela foi visitar suas tias que moravam em Sorocaba (SP). Na casa de uma delas, ela teria entrado em um quarto onde havia vários objetos guardados, dentre eles, um crucifixo com a imagem do Cristo.

Genezia teria dito que se apaixonou pelo Cristo e pedido às tias o crucifixo. "Elas falaram à minha irmã que a peça pertenceu às tias de frei Galvão e, com certeza foi benzido por ele, já que é costume um sacerdote abençoar imagens", conta Maria Lazara Galvão Gentil irmã mais nova de Genezia Galvão.

Genezia nasceu no dia 20 de abril de 1907 e possui 100 anos. Devido à idade, ela não lembra mais dos parentes. Maria Lazara afirma que uma sobrinha e o seu irmão mais velho foram atrás de documentos e possuem um livro que relata a ligação com o frei.

Fonte: Terra Noticias

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/32

© 2012-2021. RCC-TO - Todos os direitos reservados.