RCC Tocantins
09/04/2007 - 17h10m

As vidas contemplativa, religiosa e paroquiana e a Conferência de Aparecida

 
Iniciativa lança uma base de oração para sustentar os trabalhos no evento eclesial

APARECIDA, domingo, 8 de abril de 2007 (ZENIT.org).- A V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe terá em paralelo às atividades de trabalho dos bispos delegados, no Santuário de Aparecida (Brasil), de 13 a 31 de maio, uma série de iniciativas que visam implicar as vidas contemplativa, religiosa e paroquiana no grande evento eclesial.

Os organizadores locais do grande evento eclesial criaram um projeto que visa estruturar um cinturão oracional e participativo em torno à V Conferência.

A arquidiocese de Aparecida tem 40 comunidades de vida religiosa. Dessas 40, três são de vida contemplativa: as irmãs clarissas, as concepcionistas e as carmelitas.

Durante todos os dias da V Conferência, a partir do dia 13 de maio, essas comunidades ficarão com o Santíssimo exposto em suas capelas a partir da missa das 7 horas até as 13 horas, de modo que sempre haverá um grupo da comunidade fazendo a oração e também com acesso para os leigos que freqüentam aquela comunidade.

Segundo explicou a Zenit o secretário executivo local para a V Conferência, padre José Luiz Majella, às 15 horas encerrará a exposição com a bênção do Santíssimo.

Nesse momento, «sempre com a probabilidade de levar algum bispo delegado da V Conferência para dizer uma palavra para essas irmãs de vida contemplativa, que não vão sair, mas que, em contrapartida, de alguma forma acolhem a Conferência em sua comunidade», disse.

Já para implicar a vida religiosa ativa no evento de Aparecida, os organizadores estabeleceram uma parceria com a CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil).

«Vamos montar uma tenda celebrativa durante todos os dias da V Conferência. Essa tenda, que estará no pátio do Santuário Nacional, será um espaço para que a vida religiosa possa se encontrar, celebrar e estar em sintonia orante com a Conferência», explicou o padre Majella.

Em uma outra iniciativa, serão mobilizadas todas as paróquias da arquidiocese de Aparecida. Cada paróquia, em determinada noite, realizará uma vigília de oração das 20 horas até as 7 horas da manhã.

«Nós vamos sensibilizar as famílias para que possam usar os subsídios celebrativos que a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) preparou para a V Conferência. Com isso a gente fecha um cinturão oracional e participativo», disse o padre Majella.

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/1b

© 2012-2021. RCC-TO - Todos os direitos reservados.