RCC Tocantins
02/05/2007 - 18h07m

A importância do encontro do Papa com a juventude

 
A visita do Papa ao Brasil se deve a um acontecimento muito maior do que o divulgado no cotidiano. Ao contrário do que noticiam, ele não vem visitar o Brasil. Ele vem, em primeiro e singular razão, para a abertura da Conferência de Aparecida. Acontecimento histórico que reúne representantes do Povo de Deus presente na América Latina para atualizar a ação da Igreja neste continente marcado por questões tão próprias, como a difícil aceitação da cultura indígena, dos povos negros, dos empobrecidos, das mulheres e da juventude. Aproveitando a ocasião, o papa terá outras atividades no Brasil e, entre elas, se encontrará com a juventude.

Por que o papa quer se encontrar com a juventude? Várias razões podem ser dadas. Creio que algumas encontram mais força. 1) A grande onda jovem que vive a América Latina. 2) O momento propício em que a Igreja do Brasil vem dedicando esforços para a compreensão do fenômeno juvenil e da participação da juventude nas comunidades, fortalecendo sua ação evangelizadora e, 3) O reconhecimento de que a juventude hospeda as sementes ocultas do Verbo.

1. O continente americano, especialmente os países latinos, concentram dentre sua população, a maioria de jovens. Entre 15 e 29 anos somam aproximadamente 25% da população. Dados estes que caracterizam uma onda jovem sem precedentes, e, conseqüentemente, necessitando de atenção, programas e projetos específicos. Como alertado por especialistas, nesta faixa-etária está a segredo para o crescimento e desenvolvimento das nações latino-americanas.

2. A Igreja do Brasil, desde a Assembléia dos Bispos em 2006, vem provocando ampla sensibilização e envolvimento de suas lideranças jovens e pessoas que atuam com jovens no sentido de aprofundar o fenômeno juvenil em vista de uma maior presença e participação da juventude nas comunidades eclesiais de base. Portanto, temos um momento favorável para que a opção pela juventude, feita na Conferência de Puebla, seja agora, de fato, opção preferencial! Não somente pelo fenômeno juvenil, mas pela força criadora que acumula a juventude como bem para a renovação que a Igreja necessita para continuar sua missão no mundo.

3. Falar de Evangelização da Juventude como prioridade para a missão é abrir a Igreja para o novo, afirmar o amor aos jovens não só porque eles garantem a revitalização da sociedade, mas principalmente, porque neles, Deus se faz gente para o anúncio da Boa Nova de Jesus Cristo. Neste contexto, o encontro do papa com a juventude é expressão de um Deus real, presente na vida da juventude, que habita em seu modo jovem de ser alegre, dinâmico, criativo e ousado. O encontro do papa (primeiro responsável pela dinâmica criativa da Igreja Universal) com a juventude (símbolo de vida nova para a Igreja) deve ser capaz de expressar a beleza e a sacralidade da juventude dentro do ambiente eclesial e fora dele, assim como, o dinamismo eclesial nascido do comprometimento da Igreja com a juventude e da participação da Juventude na Igreja.

O que esperamos deste encontro? Esperamos que este momento marque, para os jovens, o encontro com a realidade sublime que existe dentre deles mesmos, mantendo um diálogo constante com o Deus criador. E para a Igreja, que seu amor, fundado na gratuidade, seja traduzido em vida abundante para a juventude! Muitos jovens sofrem as conseqüências da falta desse amor gratuito por parte das lideranças eclesiais. A Igreja, por fidelidade à sua missão pastoral, deverá renovar sua acolhida a juventude, assim como a mãe que ama todos os seus filhos, mas atende preferencialmente aquele que mais necessita de seus cuidados.

Como Pastor, a exemplo de Jesus, o Papa convoca a Igreja a investir na Evangelização da Juventude. Com o gesto de vir ao encontro dos jovens, expressa seu desejo de que a Igreja seja dinamizada pela juventude e, ao mesmo tempo, seja dinamizadora da ação juvenil. Portanto, este momento marcará uma nova etapa na Evangelização da Juventude. Etapa que não nascerá do zero, mas que potencializará as forças existentes e incentivará o surgimento de novas forças criadoras de vida em abundância para a juventude. Creio que este encontro com os jovens será a proclamação dos direitos da juventude, que busca constantemente “um lugar ao sol”!!!

Fonte: CNBB

LINK CURTO: https://rccto.org.br/r/2u

© 2012-2021. RCC-TO - Todos os direitos reservados.